Anápolis: PC trabalha para elucidar homicídio contra agente prisional

65

A Polícia Civil continua trabalhando para elucidar o crime contra o agente prisional Ednaldo Monteiro, assassinado no dia 2 de janeiro, em Anápolis. A Operação Manchester envolve uma força-tarefa, contando com 7 delegados e 30 policiais civis, entre agentes e escrivães, e já esclareceu a morte do vigilante prisional temporário Eduardo Barbosa dos Santos, morto no mesmo dia 2.

O trabalho recebeu o apoio do novo Diretor Geral da Polícia Civil, delegado André Fernandes de Almeida, e do Superintendente da Polícia Judiciária, André Gustavo Corteze Ganga, e deve esclarecer mais esse crime no mais breve espaço de tempo possível.