Garra/Deic conclui inquérito sobre latrocínio ocorrido em farmácia da capital

Publicado em 07/12/2017
Fonte: A A A

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo Armado de Repressão a Roubos (Garra), da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), concluiu a investigação sobre um crime de latrocínio ocorrido em 27 de junho do corrente ano, no interior de uma farmácia, no Jardim Boa Vista, na capital. O crime vitimou Osmar Canedo da Silva, de 61 anos.

De acordo com as investigações, na ocasião, Luís Fábio Noronha Alves, com arma de fogo em punho, e Francisco José Victor de Lima chegaram ao local dos fatos, anunciaram crime de roubo e, já na saída, determinaram que Osmar entrasse na farmácia. Nesse momento, possivelmente durante agressões (coronhadas), o idoso foi alvejado pelas costas por um único disparo de arma de fogo, que ocasionou a sua morte, no próprio local.

Durante o roubo, foram subtraídos a caixa registradora da farmácia, que continha R$ 300, e os pertences dos funcionários do estabelecimento comercial. Após cinco meses de investigação, colhendo elementos informativos e provas cautelares por meio de autorização judicial, a Polícia Civil concluiu a autoria do latrocínio. Segundo o delegado Francisco Lipari, Luís Fábio disparou a arma e Francisco ficou responsável por subtrair os objetos das vítimas.

Os dois autores foram mortos em situações distintas após o latrocínio do idoso. Luís Fábio foi morto no dia 11 de julho, em confronto com a polícia, ao praticar outro crime de roubo. Francisco, por sua vez, foi vítima de homicídio, ocorrido em setembro. O terceiro envolvido, Matheus Alves dos Reis, foi preso temporariamente. De acordo com as investigações, ele conduzia o veículo utilizado na fuga dos criminosos. (Foto: Mais Goiás)

Fonte: A A A
Publicado por:


Espalhe na rede