Investigados por furto de combustíveis são presos em ação da Decar

151

Foi deflagrada nesta quarta-feira (10/01) a segunda etapa da Operação Líquido Dourado, coordenada pela Decar (Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas). A ação cumpriu seis mandados de busca e apreensão e 12 mandados de prisão contra integrantes de uma organização criminosa especializada em furto, roubo e receptação de combustíveis.

De acordo com o delegado Alexandre Bruno Barros, o bando causou um prejuízo estimado em aproximadamente R$ 22 milhões. As investigações apontaram que um empresário convencia motoristas a desviar cargas de combustíveis e levar o produto para abastecer as unidades dele e de outras pessoas. Em seguida, eram registrados boletins de ocorrência comunicando falsamente que o material havia sido subtraído.

Ainda conforme o delegado, a investigação durou cerca de um ano e foram analisadas 51 ocorrências. Durante o cumprimento dos mandados, a Polícia Civil teve apoio da Polícia Rodoviária Federal e apreendeu, ainda, 1,2 kg de maconha e 550 litros de combustíveis.