Retrato de João Carlos Gorski entra para Galeria de Delegados-Gerais da PCGO

Publicado em 15/08/2017
Fonte: A A A

Ex-diretor da PCGO e atual corregedor-geral da SSPAP tem suas qualidades de gestor e policial civil destacadas por colegas

IMG_0195O ex-delegado-geral da Polícia Civil de Goiás, João Carlos Gorski, esteve presente no Gabinete da Diretoria-Geral da Polícia Civil (DGPC) para o descerramento de seu retrato, o qual, doravante, passa a compor a galeria de delegados-gerais da PCGO, na Sala do Conselho Superior da Polícia Civil. A solenidade ocorreu na manhã de terça-feira (15).

Em seus discursos, as autoridades presentes salientaram as qualidades do homenageado como gestor e policial civil. O presidente da Associação de Delegados de Polícia do Estado de Goiás (Adpego), delegado Waldson de Paula Ribeiro, recordou a época em que trabalhou com o delegado João Gorski na Regional de Formosa, no Distrito Federal. “Ele ficou conhecido por conseguir, em um período de recursos ainda mais escassos que hoje, dar manutenção em todas as viaturas da Regional e fechar o mês com saldo positivo nos recursos”, rememora.

O delegado-geral Álvaro Cássio dos Santos salientou as qualidades de João Gorski por sua dedicação e amor à instituição. “Todos nós aprendemos a ter esse sentimento pela Polícia Civil. Mesmo os aposentados não perdem essa ligação que se forma entre nós, como indivíduos, e a instituição. E o doutor João Gorski representa muito bem esse aspecto da natureza do policial civil”, salienta.

O gerente operacional da Superintendência de Polícia Judiciária (SPJ), delegado Gustavo Ferreira, citou o filósofo grego Aristóteles ao afirmar que todos os elogios e homenagens endereçadas ao ex-delegado-geral se devem ao merecimento. “Hoje, temos consciência de que grande parte da evolução recente que a instituição experimentou se deve aos esforços realizados pelo senhor”, afirma.

IMG_0245

Delegado Deusny Aparecido elogia colega: perfil técnico e excelência

O diretor da Escola Superior da Polícia Civil (ESPC), delegado Deusny Aparecido, o qual foi superintendente de Polícia Judiciária e delegado-geral adjunto durante a gestão de João Gorski, destacou, no colega de corpo diretor da PCGO, seu perfil de excelência técnica. “Com o senhor eu aprendi que um dos principais ganhos a que nós podemos almejar, como polícia judiciária, é a crescente excelência em termos de expertise técnica”, ressaltou.

Em seu discurso, o delegado João Gorski ratificou seu comprometimento com a evolução da PCGO como polícia judiciária, destacou os números comprovadores do aumento de eficiência da instituição no cumprimento de sua tarefa constitucional. “Esses resultados positivos recentes se devem aos esforços de todos – delegados, agentes e escrivães -, que superam os limites e dificuldades do dia-a-dia e executam um trabalho de alta qualidade”, comenta.

IMG_0240Trajetória
João Carlos Gorski tem 55 anos de idade. Pai de Eduardo Gorski, de 32 anos, é natural de Curitiba-PR. Foi policial civil em seu estado de origem por 12 anos. Em 2000, foi aprovado no concurso para provimento do cargo de delegado da PCGO. Foi titular da 1ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Formosa e, posteriormente, delegado regional na unidade com sede nesse município. Já em Goiânia, foi chefe do Grupo de Repressão ao Crime Organizado, gerente de Inteligência da PCGO e superintendente de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), de onde saiu para se tornar delegado-geral adjunto. Em 2013, foi designado para o cargo de delegado-geral da PCGO, a cuja frente se manteve até 2016. Atualmente, João Gorski ocupa o cargo de corregedor-geral da SSPAP.

Fonte: A A A
Publicado por:


Espalhe na rede