Furto de Cães: O por quê ?

3428

Jesseir Coelho de Alcântara

                 Furto de Cães: O por quê ? 

Cães de raça se tornaram alvos de criminosos em todo o país. Roubados, os animais valiosos acabam vendidos bem abaixo do preço de mercado. No ano passado, criminosos assaltaram um condomínio na zona sul de São Paulo e levaram um Staffordshire que foi encontrado seis dias depois numa favela na zona leste da cidade. Todos os cães furtados são da raça pug e valem aproximadamente R$ 4 mil cada, um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil. O morador mantém um site na internet onde oferece os filhotes para venda. Essas são algumas das manchetes que temos acompanhado pela mídia nos últimos tempos a respeito do assunto.

Furto é uma figura de crime prevista no artigo 155 do Código Penal Brasileiro que consiste na subtração de coisa alheia móvel para si ou para outrem. Pode ser na modalidade simples, qualificada ou privilegiada. Em nossa legislação penal o animal é tratado como um bem móvel.

Embora seja um delito com punição prevista na Lei Substantiva Penal, dificilmente se verifica na prática a responsabilização de algum sujeito nesse nefasto ato. E o pior, ultimamente constata-se o crescimento dessa infração. Daí surge a pergunta: por que a prática tem se tornado comum nos últimos tempos? Várias são as respostas, mas não tenho dúvidas em apontar que a motivação das drogas tem sido o principal fator.

A onda de furtos também preocupa associações e ONGs de proteção a animais, que não têm dúvidas que os furtos e roubos de animais estão atrelados a outros crimes. Existe a certeza que ninguém subtrai esses animais para si. O usuário de entorpecentes vê o animal em uma casa ou pet shop, furta e leva até o traficante, que leva o animal e o vende para um canil clandestino. Os animais estão virando moeda para o tráfico.

Geralmente, os cachorros que somem são de raça. Um cão da raça yorkshire, por exemplo, pode custar de R$ 500,00 a R$ 800,00. Já os cachorros da raça shitzu custam ainda mais caro. Uma fêmea sai por R$ 1.200,00 em um pet shop. A polícia afirma que os bandidos vendem esses animais por um preço bem menor. “Eles pegam esses animais, trocam em boca de fumo por determinada quantia de droga, de um valor significativamente mais reduzido, e os traficantes depois revendem para outras pessoas”, disse um Delegado de Polícia.

Assim, infelizmente mais uma modalidade de crime está crescendo vertiginosamente em nosso meio social. Para tristeza geral as drogas estão sendo sempre o motivo principal da desgraça.

Pergunta e resposta mais pertinentes para o questionamento do título do presente artigo: Por que cães são subtraídos atualmente? Que droga!

                                             Jesseir Coelho de Alcântara é Juiz de Direito e Professor