Operação Fraudare investiga grupo suspeito de revender carros de luxo alugados

676

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do 8ª Delegacia Distrital de Polícia Civil de Goiânia, e em parceria com a Polícia Civil do Estado de São Paulo, especificamente a 2ª Delegacia de Investigações Gerais – Estelionato e Crimes Contra a Fé Pública – DEIC (Departamento Estadual de Investigações Criminais), deflagrou, nesta quarta-feira (29), a Operação Fraudare, com o objetivo de dar cumprimento a 18 mandados de prisões temporárias e três mandados de busca e apreensão.

A investigação apura locações fraudulentas de veículos de alto valor em empresas locadoras de veículos, que são trazidos para Goiás, onde são realizadas falsificações de documentos desses veículos, os quais, em curto espaço de tempo, são transferidos para nomes de falsos até que são dispostos à comercialização a terceiros de boa-fé. As vítimas pagam o valor de mercado e futuramente descobrem que se tratada de veículo produto de crime. Nessa investigação descobriu-se que 10 carros passaram por tal processo.

Os investigados suspeitos de envolvimento no esquema foi presos presos nas cidades de Goiânia-GO, Abadiânia-GO, Anápolis-GO, Rio Verde-GO, Uruaçu-GO, Brasília-DF, Osasco-SP e São Paulo-SP. Além disso, houve bloqueio de bens e valores na ordem de R$ 1 milhão. Cerca de 80 policiais civis participaram da ação, que apura os crimes de estelionato, falsificação de documentos, lavagem de dinheiro e associação criminosa.