DP de Caldas Novas investiga crime de xenofobia praticado por candidata a vereadora

395

A Polícia Civil do Estado de Goiás, através da Delegacia de Polícia (DP) de Caldas Novas, instaurou nessa sexta-feira (20), de ofício, pela autoridade policial, um procedimento investigatório preliminar, visando apurar a autoria e a materialidade delitiva, constantes em um áudio que circula nas redes sociais. No áudio, uma suposta candidata a vereadora de Caldas Novas incita, em discurso de ódio, represálias contra os cidadãos nordestinos que residem e trabalham na rede hoteleira do município, por eles não terem votado na referida candidata e em seus coligados. O fato configura, a priori, a prática do crime de xenofobia, constante na lei 7.716/1989, cuja pena é de 2 a 5 anos de prisão.