Escola Superior da Polícia Civil dá início a curso para instrutor de drones

403

A Escola Superior da Polícia Civil (ESPC) deu início, nesta segunda-feira (3), ao 1º Curso de Instrutores de Drones (RPDAs). O curso é ministrado pelos Instrutores do Esquadrão de Drones da Polícia Civil de Goiás, em parceria com a Receita Federal do Brasil (RFB).

A abertura do curso foi realizada pelo delegado Eraldo Augusco, diretor da ESPC. Estiveram presentes também o Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil e Chefe da Seção de Vigilância e Repressão ao Contrabando e Descaminho, Antonio Moreira da Silva Junior e o Comandante de Aerovanes e Auditor Fiscal da Receita Federal, Paulo Cesar Beltrão Koenow. O delegado André Ganga, chefe da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), representou o delegado Geral da Polícia Civil, Odair José Soares.

A abertura do curso teve a palestra “Segurança de Voo”, ministrada pelo Major do Corpo de Bombeiros Igor Aparecido Alves, que explicou o funcionamento do SIPAER (Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

O Esquadrão de Drones da PC foi criado no ano passado, por meio de uma portaria, para regulamentar as aeronaves (drones) no âmbito da Polícia Civil. Após várias reuniões, iniciadas em agosto de 2018, foi criado um grupo de estudo com a finalidade de conhecer os aspectos legais e operacionais no uso de RPA no país.

Como resultado deste trabalho, foi elaborada uma instrução normativa que regulamenta o uso de RPAs na Polícia Civil, o Procedimento Operacional Padrão (POP) para operar o equipamento e planilhas de chek list (pré e pós voo).

Deste grupo de estudos, o Esquadrão de Drones da PC ficou com a atribuição de disseminar a cultura no uso de aeronaves remotamente pilotadas. Este é o primeiro curso de instrutores a ser formado pela Escola Superior da Polícia Civil de Goiás.