Cachorra tem pata quebrada e suspeito é cunhado do tutor; PCGO investiga o caso

62

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo de Proteção Animal – GPA/DEMA, investiga crime de maus-tratos a animais ocorrido no último dia 27 de outubro, no Parque Tremendão, em Goiânia.

Segundo foi comunicado à polícia, através de registro de ocorrência, o tutor do animal chegou em sua casa e encontrou a cachorra da família machucada sem conseguir andar, tendo a levado para atendimento médico veterinário, oportunidade em que foi constatado que a cachorra teve a pata quebrada. Foi requisitada perícia, e uma equipe do GPA foi até o local apurar os fatos, sendo que a suspeitas recaem sobre o cunhado do tutor que reside no mesmo imóvel.

Não houve situação flagrancial, mas o crime de maus-tratos está sendo apurado e aguarda a conclusão do laudo pericial e outras diligências. Ficando comprovada a autoria do crime, o responsável pode receber uma sanção de até cinco anos de reclusão. A família não tem condições de arcar com os custos da cirurgia da cachorra, que foi acolhida pelo grupo Vida Lata para tratamento.