Decar prende 13 membros de ocrim suspeita de ter causado prejuízos que chegam a R$ 5 milhões

723

Treze pessoas foram presas em flagrante na tarde de quinta-feira (25) pela Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar) durante a operação Apocalipse XVII. Os alvos da ação foram autuados por roubo majorado pelo emprego de arma de fogo, concurso de pessoas e restrição da liberdade da vítima, organização criminosa e receptação qualificada.

As equipes da especializada realizaram diligências por 20 horas ininterruptas em uma propriedade rural de Luziânia que era utilizada pela organização criminosa para a estocagem de carregamentos de gêneros alimentícios roubados no Entorno e no Distrito Federal. As investigações, que duraram cerca de seis meses, deram-se em razão do considerável aumento de roubos de cargas na região.

A última ação do grupo de criminosos foi um roubo de um carregamento de franco congelado do Distrito Federal na noite anterior (24). O motorista que foi vítima desse delito foi libertado pelos policiais da Decar após intensa troca de tiros com os agentes delitivos.

Somados, os prejuízos causados pela organização criminosa ultrapassam o montante de R$ 5 milhões. Na próxima fase da operação, todos os receptadores terão suas prisões preventivas pleiteadas. A Operação Apocalipse XVII recebeu apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no ato das prisões e traslado dos presos.