Decar prende suspeito de roubo a carga que se passava por policial civil

475

Na última segunda-feira (2), um grupo de criminosos, utilizando um carro locado de mesmo modelo de algumas viaturas do Estado de Goiás – inclusive com o uso de um giroflex, trajando camisetas e carteiras funcionais falsas da Polícia Civil de Goiás-, abordou o motorista de uma carreta que transportava roupas e estava parada em um posto em Aparecida de Goiânia. A carreta foi roubada sob grave ameaça ao motorista.

Essa ação audaciosa foi resolvida em menos de 5 horas. Em um trabalho das equipes da Polícia Civil, através da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar) e do Grupo de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Anápolis, em cooperação com a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal, foi dado início a um procedimento investigativo que partiu da análise das imagens das câmeras de segurança e conseguiu localizar e prender E. A. S. A prisão foi efetuada em meio à Operação Questão de Honra. 

O suspeito, que estava na posse do mesmo veículo simulando ser uma viatura da Polícia Civil – um Chevrolet Ônix, cor prata, locado -, alegou que utilizava o carro por ser motorista de aplicativo.

Na casa dele, em Abadia de Goiás, foram apreendidos a camiseta falsa da Polícia Civil, uma espingarda e um revólver. E foi encontrado inclusive o colar e o relógio que E. A. S. usava quando agiu dentro do posto de combustível. A partir daí, as forças policiais conseguiram resgatar o motorista da carreta e recuperar a carga no valor de R$ 500 mil.

O motorista reconheceu E. A. S. como sendo um dos autores do roubo. As investigações prosseguem no sentido de localizar outros possíveis autores.