Decar, PRF e Secretaria da Economia deflagram operação contra sonegação na venda de bebidas na Grande Goiânia

480

A Força Tarefa estabelecida entre a Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Secretaria Estadual de Economia realizou nessa quinta-feira (13) uma operação de combate a crimes de receptação e sonegação de impostos na comercialização de bebidas por empresas do ramo, situadas na região metropolitana de Goiânia.

A ação investiga estabelecimentos que atuam no ramo do comércio de bebidas adquiridas de forma ilícita. As mercadorias – furtadas, desviadas e roubadas – seriam adquiridas de empresas situadas em cidades satélites de Brasília. Muitas das empresas, em várias situações, não possuem ou sequer apresentam notas fiscais dos produtos que comercializam e/ou “fabricam”. Ou emitem notas fiscais fraudulentas para dar uma impressão de que se trata de mercadoria lícita, com o objetivo de dificultar a fiscalização pelos órgãos competentes.

Numa das empresas investigadas, comprovou-se a existência de grande quantidade de mercadorias (lotes de bebidas) desprovidas de quaisquer documentos fiscais que comprovassem sua origem, fato este que resultou na apreensão pela Secretaria da Economia dos lotes de bebidas suspeitas.

Diante do que foi constatado, três indivíduos, dentre eles o proprietário do estabelecimento comercial investigado, foram conduzidos até a sede da Decar para prestarem os devidos esclarecimentos sobre os fatos investigados. Um deles, o dono do estabelecimento, foi autuado por sonegação fiscal.

As investigações prosseguem com o objetivo de identificar os demais comerciantes e criminosos que participam desse esquema criminoso que resulta não somente em prejuízo no recolhimento dos impostos estaduais, mas também a todos os consumidores, já que tais mercadorias sofrem um acréscimo em virtude da concorrência desleal.