Decon apreende 17 toneladas de carne clandestina imprópria para o consumo

434

A Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor do Estado de Goiás (Decon) cumpriu mandado de busca e apreensão, na quinta-feira (31), e apreendeu aproximadamente 17 toneladas de carne imprópria para o consumo, as quais estavam acondicionadas fora dos padrões de higiene e temperatura. A operação foi realizada em conjunto com a Agrodefesa, Superintendência de Polícia Técnico-Científica e a Guarda Civil Metropolitana, no Residencial Cidade Verde, em Goiânia.

Após meses de investigações, os policiais apuraram uma movimentação em vias públicas do transporte de carnes, aparentemente de origem clandestina. A atividade era realizada em um local onde anteriormente funcionava uma oficina mecânica. O lugar era utilizado para carregamento e transporte de cargas e funcionava sem nenhum tipo de autorização dos órgãos sanitários.

A Polícia encontrou carnes fora da temperatura recomendada, com a identificação aparentemente fraudada ou em desacordo com as normas sanitárias vigentes, além de inconsistências nas documentações apresentadas.

O responsável pelo local, além de funcionários, foram conduzidos até a delegacia para que fossem tomadas as providências cabíveis. Foi instaurado inquérito policial para apurar a possível prática de crime contra as relações de consumo, que prevê pena de detenção de 2 a 5 anos. A carne apreendida foi levada pela Agrodefesa para o descarte no aterro sanitário.