Decon apreende combustível desviado e estocado em residência

236

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), realizou mais uma etapa da Operação Crepitus, cujo objetivo é interromper as práticas dos crimes contra o sistema de estocagem de combustíveis e furto qualificado pelo abuso de confiança. A operação foi deflagrada na manhã dessa quinta-feira (04).

A ação foi subsidiada por mandado de busca e apreensão, em uma residência no Jardim Novo Mundo, Goiânia, tendo em vista o grande risco de se manter líquidos inflamáveis em residência sem a menor estrutura para a atividade.

A investigação começou há 3 meses e avançou após o compartilhamento de informações com a Delegacia de Polícia (DP) de Carmo do Rio Verde. No decorrer das investigações, foi identificado que um motorista de caminhão-tanque desviava e comercializava combustível ilegalmente.

Na residência do investigado, em Goiânia, foram encontrados 7 galões, estando dois cheios de etanol, além da quantia de R$ 12 mil reais acondicionados em uma bolsa que ele trazia ao chegar de sua última viagem, na noite de quarta-feira. Perguntado sobre a origem do dinheiro, o homem respondeu ser oriundo do pagamento de seu trabalho, porém, alegou receber R$ 5.500,00 por mês e confirmou ter gastos mensais na ordem de R$ 4.500,00.

No celular do suspeito, que também foi apreendido, havia diversas mensagens nas quais ele negociava o combustível desviado. Em apenas um dia, o homem chegou a comercializar 400 litros de etanol. Os crimes investigados preveem penas de reclusão de 3 a 13 anos. O investigado foi conduzido à Decon para ser interrogado, dando início ao competente inquérito policial que apura, a princípio, o delito de furto de combustível.