Decon autua dois irmãos por operarem consultório odontológico clandestino; esposa de um deles também foi detida por tentativa de fraude processual

245

Os policiais civis da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon) autuaram em flagrante, nessa terça-feira (24), dois irmãos que operavam um consultório odontológico clandestinamente no Jardim América, em Goiânia.

A investigação começou após a Polícia Civil receber a informação de que no local, que fica ao lado de uma distribuidora de bebidas, funcionava um consultório operado por falsos dentistas. Diante dos indícios, foi representado junto ao Poder Judiciário por mandado de busca e apreensão, cumprido ontem.

Ao chegar no local, os policiais da Decon encontraram Wagner Andrade Gonçalves, que a princípio não quis abrir o portão da clínica e ainda tentou fugir do local, mas foi contido. Em seguida, chegou Wilson Andrade Gonçalves, irmão de Wagner. Os policiais encontraram consultórios em funcionamento e também um cômodo onde eram feitas próteses dentárias. Por último, Edilaine da Silva Oliveira, esposa de Wagner, apareceu no consultório, entrou em um dos cômodos e colocou o cadastro dos pacientes em sua bolsa. Ela tentou deixar a clínica com os documentos, mas foi detida pelos policiais civis.  

Wagner Gonçalves foi preso em flagrante por resistência e exercício ilegal da dentística. Wilson Andrade Gonçalves responderá pelo crime de exercício ilegal da dentística em um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Já Edilaine da Silva foi autuada em um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por tentativa de fraude processual, pois tentou destruir provas. A operação teve o apoio do Conselho Regional de Odontologia (CRO), da Polícia Técnico-Científica e da Vigilância Sanitária.

Delegado responsável: Gylson Mariano Ferreira.