Decon e Procon apreendem mais de 1 tonelada de alimentos impróprios para consumo em panificadora de Goiânia

211

A Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon) e o Procon Goiás realizam, na tarde dessa segunda-feira (11), operação em uma panificadora localizada no Setor Sudoeste, em Goiânia. As equipes encontraram cerca de 1,2 toneladas de alimentos estragados, vencidos e impróprios para o consumo.

A maior parte dos produtos estava acondicionada em duas câmaras frias no interior do estabelecimento comercial. Entre as mercadorias, havia presunto, queijo muçarela e salsicha, por exemplo. Alguns frios estavam com a data de validade vencida desde fevereiro de 2019 – correspondendo a um ano e três meses.

O dono do estabelecimento faz parte do grupo de risco e está isolado no interior do estado. Por isso, não houve prisão em flagrante. Porém, ele responderá pelo delito previsto no artigo 7º, inciso IX, da Lei 8.137/90 (vender, ter em depósito para vender ou expor à venda ou, de qualquer forma, entregar matéria-prima ou mercadoria, em condições impróprias ao consumo), com pena de detenção, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, ou multa.

Os alimentos impróprios para o consumo lotaram as carrocerias de duas caminhonetes empregadas na operação. Todo o material será descartado no Aterro Sanitário de Goiânia.