Deic prende em flagrante suspeitos de roubo e extorsão a vendedores de cosméticos

154

A equipe do Grupo Antissequestro, pertencente à Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), apresentou hoje os detalhes sobre um caso ocorrido no dia 12 de março, quando uma família foi feita refém por um indivíduo, seu comparsa e duas menores.

De acordo com as investigações, a família toda trabalha com venda de produtos de uma emergente marca de cosméticos, sendo uma das vítimas de graduado patamar na empresa (nível “diamante”).  Restou apurado que o mentor do crime tinha como objetivo roubar o ID (conta na qual são recebidos os bônus de vendas) de uma das vítimas para que, assim, pudesse receber os rendimentos que cairiam na conta da vítima. Enquanto a família era mantida em cárcere privado, um dos indivíduos foi com essa vítima para um cartório, onde a coagiu a assinar um documento transferindo a titularidade do ID. Depois disso, os criminosos deixaram a família amarrada e fugiram com um veículo Audi/A5 de uma das vítimas.

Os autores foram abordados por policiais militares em Acreúna, na posse do veículo da vítima que estava com restrição de roubo. A equipe do Grupo Antissequestro da DEIC se dirigiu até aquela cidade, onde os autores foram identificados e trazidos para Goiânia. Na capital, eles foram autuados em flagrante por roubo com restrição de liberdade e extorsão.