Deic prende mais três suspeitos do golpe do novo número

133

Após troca de informações com a Polícia Civil do Amazonas, a Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (GREF/DEIC), prendeu em flagrante na tarde dessa terça-feira (05), três homens suspeitos de aplicar um golpe contra vítima idosa, de 70 anos de idade. A vítima mora em Manaus (AM) e teve um prejuízo de R$ 4.800,00 (quatro mil e oitocentos reais).

Trata-se de crime de estelionato, envolvendo engenharia social conhecida como “golpe do novo número”. No caso em questão, a vítima, acreditando estar atendendo a um pedido urgente da sua filha, via Whatsapp, efetuou o depósito de R$ 4.800,00 na conta indicada pelo autor. A justificativa usada pelo estelionatário era de que o limite do cartão havia excedido naquele dia.

Para dar ares de veracidade ao pedido, os suspeitos utilizaram a fotografia da filha da vítima no número de Whatsapp. Segundo a vítima, sua filha e alguns familiares estavam fazendo teste da Covid-19 naquele momento, razão pela qual depositou imediatamente os valores pedidos.

Foram presos o dono da conta bancária destinatária dos valores obtidos com o golpe, a pessoa responsável por fazer o saque dos valores, bem como o intermediário que fez o contato entre os dois. As prisões se deram em três locais diferentes (Vila Alvorada e Vila União, em Goiânia e Jardim Maria Inês, em Aparecida de Goiânia), após extenso e ágil, trabalho investigativo do GREF/DEIC.

Na casa dos investigados, foram encontrados dezenas de cartões de titularidade de outras pessoas, além de maquinetas e máquinas de cartão de crédito utilizadas para gastar o limite das vítimas.
As investigações continuam no intuito de identificar outras pessoas que venderam/alugaram suas contas bancárias para os criminosos, além de outros criminosos beneficiários do esquema. Todos foram recolhidos no presídio e estão à disposição da Justiça. O inquérito policial deve ser concluído em dez dias.