Dema conclui inquérito sobre incêndio no Parque Altamiro de Moura Pacheco

39

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual do Meio Ambiente (Dema), concluiu o inquérito policial que apurava um incêndio ocorrido em agosto de 2017 no Parque Estadual Altamiro de Moura Pacheco, em Goiânia.

Gleison Maranhão Pimentel foi indiciado no inquérito como o autor do incêndio. O inquérito foi instruído com a oitiva de testemunhas e laudo pericial.

O incêndio começou na propriedade particular de onde Gleison era caseiro, ultrapassou uma estrada vicinal, atingiu duas outras propriedades particulares e chegou ao parque ambiental. O incêndio foi tão grande, que cruzou a BR-060. O fogo queimou uma área de 3.750 hectares.

O Parque Altamiro de Moura Pacheco é um ecossistema florestal remanescente de mata seca, mata de galeria e que está entre as mais devastadas do mundo. Teve danos econômicos com a queima de pastagens, cercas de arame, morte da gado, e queima das áreas de reserva legal e de preservação permanente. As águas do Reservatório de Abastecimento Público do João Leite, que passa pelo parque, ainda abastecem a população da região metropolitana.

Este foi considerado um dos maiores incêndios em parques florestais do estado de Goiás e o primeiro com autoria identificada.