Denarc prende mulher suspeita de comercializar medicamento proibido

79

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por intermédio da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), efetuou, na última quinta-feira (29), a prisão de uma mulher que estava comercializando o medicamento Dolosal – cloridrato de petidina, medicamento controlado, da lista A1: ENTORPECENTES, da Portaria SVS/MS 344/98. A prisão ocorreu em Aparecida de Goiânia. Após informações acerca do fato criminoso, os policiais civis da Denarc realizaram diligências investigativas e conseguiram apreender o referido medicamento no momento em que um motorista de aplicativo o levava para um usuário adquirente. Em seguida, os policiais ainda localizaram mais três caixas do remédio na residência da autuada, totalizando 100 ampolas do medicamento Dolosal – cloridrato de petidina, remédio extremamente nocivo à saúde humana.

O referido medicamento, Dolosal – cloridrato de petidina, é de venda proibida no comércio, além de causar dependência física ou psíquica, sendo um medicamento extremamente perigoso à saúde humana, que, em pouco tempo, pode levar à morte o usuário, sendo utilizável na forma injetável. Cada caixa contém 25 ampolas, portanto, foram apreendidas 100 ampolas do medicamento. Esse medicamento pertence ao grupo dos opioides sintéticos, que pode causar síndrome de abstinência se o uso contínuo for suspenso de forma abrupta.