DERFRVA conclui Operação Sétimo Selo; 15 pessoas foram indiciadas e 30 veículos, apreendidos

634

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA), apresentou, nesta segunda-feira 27, o resultado final da Operação Sétimo Selo, que teve por objetivo desarticular uma organização criminosa responsável pela receptação de veículos roubados/furtados, adulteração de sinais identificadores de veículos automotores e financiamento/custeio para o tráfico de drogas.

A equipe da DERFRVA apurou a montagem de um sofisticado esquema de lavagem de dinheiro, com a utilização de empresas e pessoas interpostas, os chamados “laranjas”. Alguns veículos do grupo eram passados a outros grupos criminosos, ligados principalmente ao tráfico de drogas. Essa organização criminosa era constituída por dois núcleos de chefia distintos. O primeiro era liderado pelos “Irmãos Bola”, Luís César Martins de Souza e Luís Eduardo Martins de Souza, proprietários das empresas Giru’s Veículos Ltda – EPP, conhecida como Mega Imports; Mega Gyn Comercio de Veículos Ltda – EPP, conhecida como Mega Veículos; e Mega Gyn Negócios Ltda – EPP, conhecida como Mega Imports Auto.

Os suspeitos da organização criminosa mantinham um aparato empresarial para legitimar várias ações criminosas. O segundo núcleo era chefiado pelos sócios da sociedade empresarial Maranata Veículos, Lindemberg Hudson de Souza e Ulemberg Nunes de Lima. Durante as investigações, foram cumpridos, no total, 18 mandados de prisão e 25 mandados de busca e apreensão. A Polícia Civil efetuou ainda o sequestro de 51 imóveis e valores bancários, avaliados em mais de quarenta milhões de reais. Foram indiciados 15 envolvidos no esquema.

Em poder dos investigados foram apreendidos 30 veículos de luxo. Também foram apreendidos 10 câmbios de veículos, sendo que 9 são de automóveis roubados/furtados; 3 motores de caminhões, dois deles adulterados, e um pertencente a um veículo roubado, além de dois blocos de motores adulterados.

Com essa ação, a Polícia Civil desarticulou uma das maiores organizações criminosas da região da “Robauto”, na capital. A investigação contou com o apoio da Polícia Técnico-Científica.