DPCA prende pai suspeito de estupro à própria filha; homem já cumpria pena no regime semiaberto

485

Na manhã desta segunda-feira (12), a equipe da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia foi informada da ocorrência de crime gravíssimo, ocorrido na noite de domingo. Chegaram à especializada, acompanhadas por policiais civis da 10ª DDP, uma criança de 11 anos e sua mãe, relatando que o pai da menor a estuprou em casa, na noite de domingo, enquanto a mãe e os outros filhos estavam na igreja.

A criança estava extremamente abalada. O fato ocorreu na residência da família, no residencial Vale dos Sonhos, em Goiânia. A vítima só teve coragem de revelar o fato à mãe por volta da meia noite dessa segunda-feira.

O pai, autor do crime, já cumpre pena no regime semiaberto, fazendo uso de tornozeleira eletrônica. Ele foi beneficiado com a progressão de regime em abril deste ano. O pai foi condenado a 14 anos de prisão, no ano de 2013, por ter estuprado o enteado, irmão da criança presente na delegacia. O autor foi capturado no complexo prisional, onde estava trabalhando, e levado à delegacia.
Na DPCA, ele confessou a prática do crime e disse que está arrependido. O autuado é suspeito da prática de outros estupros contra duas crianças de sua família. Ele deve ser apresentado em audiência de custódia na tarde desta terça-feira. A vítima foi encaminhada ao IML, onde ficou comprovada a prática do crime.

Delegada responsável: Ana Elisa Gomes.