GAB impede explosão de caixas eletrônicos em Aparecida de Goiânia; suspeitos foram mortos em confronto

301

Após compartilhamento de informações que davam conta da vinda de um grupo de indivíduos oriundos do estado do Maranhão para Goiás com a intenção de praticar ação criminosa de explosão de caixa eletrônico na cidade de Aparecida de Goiânia, nesse final de semana, os policiais civis do Grupo Antirroubo a Banco (GAB), da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), após várias diligências, conseguiram localizar a residência utilizada pelo grupo, no fim da tarde da quinta-feira 23. A casa fica no setor Buriti Sereno, em Aparecida.

Durante o adentrando, houve troca de tiros com os criminosos. Os dois indivíduos acabaram mortos. Claúdio da Silva Reis, 27 anos, e Maiko da Pureza Oliveira, de 31 anos, são do Maranhão, estavam foragidos da Justiça e tinham várias anotações criminais. Eles portavam documentos falsos confeccionados no estado do Pará.

Na residência foram apreendidos uma pistola semiautomática de calibre 40, um revólver calibre 38, artefatos explosivos de uso industrial e o veículo usado no crime. As diligências continuam agora para identificar os demais suspeitos tidos como apoiadores do esquema em Goiás.