Gref/Deic cumpre prisão temporária de jovem de 18 anos e conclui investigação de golpes a idosos

195

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (GREF/DEIC), cumpriu nessa terça-feira (27) mandado de prisão temporária, pelo delito de lavagem de dinheiro, estelionato mediante fraude eletrônica e associação criminosa, em desfavor de um homem de 18 anos. O jovem era o responsável pela interlocução com as vítimas, isto é, ele simulava ser o familiar daquela pessoa no intuito de convencê-la a efetuar o depósito dos valores. Além disso, ele captava pessoas interessadas em alugar suas contas.

Após a vítima depositar o montante solicitado na conta indicada, de titularidade das investigadas, presas na primeira fase da operação, elas transferiam, rapidamente, os valores para a conta do indiciado, tudo visando a dificultar o vínculo dele com o golpe. Este foi mais um desdobramento da prisão das outras duas suspeitas (que são irmãs), ocorrida no final do mês passado e no início de julho.

Durante as investigações, foi possível vincular o envolvimento do grupo em pelo menos cinco outros crimes da mesma natureza e modus operandi. Todas as vítimas são moradoras de Goiânia, têm mais de 60 anos e o prejuízo a elas, somado, chega a quase R$ 30 mil.

Nos cinco casos, os criminosos utilizaram as fotografias dos filhos das vítimas em perfis do aplicativo Whatsapp e solicitaram as transferências de valores, sob as mais diversas alegações. Acreditando na conversa enganosa, os idosos efetuaram as transferências. O autuado foi recolhido ontem na Delegacia Estadual de Capturas (Decap) e passará à disposição da Justiça. Esta prisão leva à conclusão do caso, com o indiciamento de três pessoas pelos referidos crimes.