Homem é preso em Goiânia suspeito de agredir o filho de seis anos de idade

130

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Goiânia (DPCA), prendeu em flagrante delito, em 17 de agosto, um homem de 38 anos, suspeito de agredir o filho de apenas seis anos de idade.

Ao que se apurou, o suspeito, que já ostenta passagem por violência doméstica praticada em face da atual companheira, aproveitou que a criança ficou sob seus cuidados e desferiu contra o menor inúmeros tapas e golpes de chinelo, provocando lesões no rosto, pernas e nádegas, as quais foram encobertas com pomada para que a mãe da vítima não percebesse.

Tão logo os fatos foram levados ao conhecimento da Polícia Civil pela genitora do infante, a qual alegou, inclusive, ter sido vítima de agressões físicas por mais de seis vezes, a equipe policial, na posse das características físicas do autor, saiu ao seu encalço e o encontrou pouco tempo depois.

Questionado, o suspeito confessou o crime aos policiais, dizendo que assim agiu porque a criança o desrespeitou. Alegou, contudo, ter dado apenas um “tapinha” no filho e que, caso quisesse mesmo lesioná-lo, teria feito coisa muito pior.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão em flagrante ao averiguado, que foi conduzido à sede da DPCA para a lavratura do procedimento cabível.

Ao comunicar os fatos à Polícia Civil, a genitora do menor informou que o agressor, logo que tomou conhecimento do registro da ocorrência, encaminhou a ela mensagens de texto intimidativas, dizendo, sobretudo, que ele já estava fazendo um grande favor de cuidar do filho e que, por isso, ela não deveria denunciá-lo.

Formalizado o auto de prisão em flagrante delito, o preso foi recolhido à unidade prisional local e encontra-se agora à disposição do Poder Judiciário.