Operação Antídoto: presos advogado e ex-assessor do Tribunal de Justiça

471

A Polícia Civil por intermédio da Delegacia Estadual de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), deflagrou na manhã da última quarta-feira (3), a Operação Antídoto. Durante a operação foram cumpridas doze medidas cautelares, entre mandados de prisão e busca e apreensão.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos dentro do fórum criminal da Comarca de Goiânia. Os policiais localizaram dinheiro em moeda estrangeira. A operação também prendeu um advogado e ainda um ex-assessor de um magistrado goiano. Ambos são investigados por participação em ações criminosas ligadas à organização criminosa Comando Vermelho (CV).

A Polícia Civil descobriu que os investigados organizaram esquemas ligados à venda de sentenças, sumiço de autos processais, falsificação de assinaturas de servidores do Tribunal de Justiça e todo tipo de facilitação a réus ligados ao CV. O assessor foi exonerado do cargo do Tribunal de Justiça no início desta semana.

As investigações apontaram ainda que o advogado, em especial, possui ligações diretas com faccionados do grupo criminoso Comando Vermelho, ultrapassando os limites da relação profissional entre defensor e acusado.

Já o ex-assessor tinha a função de negociar as decisões judiciais em troca de quantias em dinheiro que lhe permitiam uma vida abastada. O assessor preso é ligado diretamente ao advogado responsável pela intermediação dos casos.

As diligências investigativas ainda prosseguem no sentido de delinear a participação de outras pessoas no caso.