Operação Babilônia: Polícia Civil cumpre dezenas de prisões e buscas contra organização criminosa suspeita de operar “Central Telefônica do Tráfico”

524

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), deflagrou nesta terça-feira (08) a Operação Babilônia, que teve por objetivo o cumprimento de 39 mandados judiciais, sendo 19 mandados de prisão temporária e 20 mandados de busca e apreensão. São alvos desta operação integrantes de duas associações criminosas e uma organização criminosa voltadas para a prática de crimes de tráfico de drogas em Goiânia e região metropolitana.

A investigação da Denarc apontou que os três grupos criminosos teriam criado um esquema complexo de venda de drogas na modalidade “Delivery” em Goiânia. Os investigados empregavam a tecnologia de comunicação (telefone, WhatsApp, internet) para disseminar tóxicos e entorpecentes no meio social com grande velocidade, o que acabava por criar enorme demanda por drogas em todo o Estado, assim como levava ao vício uma grande quantidade de pessoas em curto espaço de tempo.

A Polícia Civil apurou ainda que um dos grupos criminosos tinha procedimento bastante sofisticado de operação, constituindo uma verdadeira “Central Telefônica do Tráfico” em Goiânia e que respondia a lideranças ligadas à organização criminosa de âmbito nacional – oriunda do Rio de Janeiro – custodiadas em presídios sediados no interior do Estado e na capital. Durante a operação, além dos alvos presos, foram também apreendidos drogas, armas, valores em dinheiro oriundos da traficância, diversos veículos e outros bens ligados às atividades criminosas. Ao todo, 115 policiais civis trabalharam nesta operação para dar cumprimento aos mandados.

Até o momento, apenas um dos alvos está foragido. Ele segue sendo procurado pelas equipes da Denarc para ter seu mandado de prisão cumprido. A operação resultado na apreensão de 8 motos e 6 carros, além de drogas e R$ 35 mil em espécie. Uma pessoa também foi presa em flagrante por tráfico de drogas. Alguns dos mandados foram cumpridos em Formosa e no Presídio de Aparecida de Goiânia.