Operação Caixinha: PCGO, PCMG e PF prendem investigados por furtos a lojas de departamento

133

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), trabalhou junto à Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) e à Polícia Federal (PF) na realização da primeira fase da Operação Caixinha.

Na oportunidade, foram presos três suspeitos de uma organização criminosa que cometia furtos pelo Brasil. A investigação criminal começou pelas mãos da PCMG, após furto qualificado ocorrido na data de 07 de agosto de 2021, na cidade de Curvelo, Minas Gerais. 

Trata-se de uma organização criminosa da região sul do Brasil que atuava em diversas regiões do país. O grupo tinha como público alvo grandes redes de lojas de departamento e estabelecimentos de correspondentes bancários. 

De acordo com as investigações, o grupo sempre se utilizava de serras elétricas para acesso às lojas e seus cofres. Nessa primeira fase, houve um esforço investigativo conjunto para identificação e localização dos indivíduos da organização criminosa, cuja ação culminou nas prisões e na prevenção de pelo menos outros quatro crimes que estavam em planejamento. 

Nesse último “ciclo criminoso”, o grupo teria desembarcado na cidade de Goiânia, para onde viajaram para levantamento e planejamento de crimes nas cidades de Araxá e Uberlândia, em Minas. Tentaram, ainda, um arrombamento em uma loja de departamentos, na data de 13 de setembro deste ano. 

Em nova ação, o grupo iniciava a execução criminosa no centro de Goiânia, quando foram presos pelas equipes, com informações trocadas em tempo real com as equipes de investigação da Delegacia Regional de Polícia Civil em Curvelo.