Operação Caronte: presos investigados por extorsão e homicídio

149

A Polícia Civil de Goiás realizou, na manhã desta quinta-feira (23), a Operação Caronte, para cumprimento de mandados de prisão e busca e apreensão em desfavor de 11 guardas municipais.

A investigação tem como objeto um homicídio ocorrido no dia 27 de outubro de 2017, na Serra das Areias, em Aparecida de Goiânia. A vítima teria sido morta após abordagem de duas viaturas da Romu (Rondas Ostensivas Municipais – Guarda Civil de Aparecida de Goiânia) a um grupo de amigos que tomava banho em córrego perto do Jardim Tiradentes.

Na ocasião, duas viaturas chegaram ao local e abordaram o grupo, em busca de pessoas que tivessem alguma passagem policial. A vítima, que tinha passagem anterior por tráfico, passou a ser alvo de questionamentos acerca de armas ou drogas, os quais negou possuir. Na sequência, os guardas teriam exigido a quantia de R$ 10 mil para o liberarem.

Segundo apuração, a vítima alegou que conseguiria apenas R$ 2 mil. Após ser colocado na viatura, ele foi encontrado apenas no dia seguinte, com um tiro na cabeça.

Os membros da Guarda são investigados por tortura, extorsão mediante sequestro e homicídio qualificado. Oito mandados de prisão já foram cumpridos.