Operação da DERCC apura golpe de R$ 65 mil contra agência lotérica

161

A Delegacia Estadual de Repressão a a Crimes Cibernéticos (DERCC), com o apoio de várias unidades da Polícia Civil de Goiás e também da Polícia Civil do Estado do Tocantins, deflagrou, na manhã desta sexta-feira (27), a operação Sorte no Azar, na qual foram cumpridos 12 mandados judiciais de busca e apreensão nas cidades goianas de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Trindade e Goianira e em Palmas/TO.

A operação, coordenada pelo delegado Daniel Oliveira, adjunto da especializada, é resultado de investigação policial da DERCC referente a golpe que gerou prejuízo de mais de R$ 65 mil, para uma casa lotérica localizada em Goiânia.

Esse crime de estelionato, que já vitimou casas lotéricas em todo o país, consiste em persuadir empregados e donos dessas empresas sobre uma suposta necessidade de atualização do sistema de informação, convencendo-os a realizarem várias transações bancárias e pagamentos de boletos, sob o pretexto de se cuidar de simulações ou de que os valores seriam estornados.

Para tanto, os criminosos se passavam por funcionários da Caixa Econômica Federal. Os valores foram, então, creditados em contas de laranjas, que rapidamente sacam o dinheiro e o repassam aos agenciadores de contas, o que dificulta a recuperação do numerário.

Os investigados serão indiciados pelos crimes de estelionato, associação criminosa e lavagem de dinheiro, e caso condenados poderão ser apegados em até 18 anos de reclusão.