Operação em conjunto entre GAB/Deic e ROTAM/PM impede ataque a banco de Carmo do Rio Verde

1025
Fotos: Cristiano Araújo (assessoria de Comunicação – SSP)

As Polícias Civil e Militar de Goiás, em operação conjunta na madrugada desta segunda-feira 24, impediram que uma agência bancária de Carmo do Rio Verde fosse alvo de ataque criminoso. Quatro suspeitos foram mortos em confronto.

Os suspeitos passaram a ser monitorados após compartilhamento de informações entre o Grupo Antirroubo a Banco (GAB), da Deic, e o Batalhão de Rotam, da PM. Os envolvidos seriam de São Paulo, Tocantins e Goiás. A Polícia descobriu que eles planejavam roubar um banco em Carmo do Rio Verde (GO). “Eles pularam o muro por meio de um lote vizinho e tentavam cortar a parede que dá acesso ao cofre. Era um grupo extremamente organizado e especializado nesse tipo de assalto”, explicou o delegado Samuel Moura, do Grupo Antirroubo a Bancos (GAB). Apesar do armamento pesado, não foram encontrados artefatos explosivos.

Quando decidiram agir, às 3h da manhã, os policiais se posicionaram no intuito de se antecipar à ação. Ao serem flagrados quebrando a parede do banco, os suspeitos, com armas de calibre restrito, reagiram com disparos, revidados pelas polícias. Neste momento, 3 deles foram alvejados.

Havia outros ladrões nas proximidades que serviam de escolta para proteção da ação e fuga. Eles também foram monitorados pelo Comando da ROTAM que, simultaneamente ao confronto, agiu na tentativa de abordar um veículo de escolta. Houve reação com disparos de Gaugi 12 por parte da escolta criminosa, ocorrendo o revide da equipe de ROTAM. Neste ato, um outro ladrão foi ferido.

Um dos envolvidos, Francisco José dos Santos, foi preso em 2015 por roubo à prefeitura de Aparecida de Goiânia, ocasião na qual explodiu caixa eletrônico do órgão. Francisco chegou a ser condenado pelo crime. Os outros criminosos, mortos em confronto, são Igor Machado Freitas, Márcio Araújo e Matheus Barros Cunha.

Os quatro suspeitos alvejados nas duas ações simultâneas foram socorridos com vida no Hospital Municipal de Ceres, porém não resistiram e vieram a óbito. Todos os assaltantes de banco já foram qualificados e possuem várias passagens. Dois deles utilizavam papel alumínio para bloquear sinal de tornozeleira eletrônica. Este já é o quarto mês deste ano em que os policiais civis e militares conseguiram frustrar ações contra bancos.

Entre o material apreendido, consta: 2 veículos utilizados na ação; 1 Gaugi 12; 1 Pistola cal .40; 1 Pistola cal 9mm; 1 Pistola cel 380, todas com munições específicas. Também foram encontradas diversas ferramentas utilizadas no corte de cofre bancário, como disco de corte e furadeira eletromagnética.