Operação Energia Negativa prende cinco por furto de energia

691

Policiais civis da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon) deflagraram hoje a Operação Energia Negativa.

Cinco homens foram presos suspeitos integrar uma associação criminosa especializada em fraudes que possibilitavam o furto de energia elétrica. Murilo Marques de Moraes Barra, Fabiano Pereira da Costa, Paulo Ricardo Alves Pinheiro Duarte e Gustavo Furtado Paiva foram detidos na região metropolitana de Goiânia. Já Generaldo Francisco Brito foi preso em Jussara.

Chamou a atenção dos investigadores o fato de Paulo Ricardo ser responsável pelo setor de detecção de fraudes da Enel: “Ele trabalha em uma empresa que presta serviço para a Enel e tinha justamente a função de fiscalizar eventuais fraudes”, destacou o delegado Rodrigo Godinho, da Decon.

Além das prisões, foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão, sendo que foram encontrados nas casas dos investigados diversos medidores de energia e lacres da Enel e Celg.
A ação da Decon contou com o apoio da Polícia Técnico Científica. A empresa Enel informou que, só nos últimos 12 meses, teve prejuízos de R$ 50 milhões em virtude de fraudes variadas.

O delegado Rodrigo Godinho, Adjunto da Decon, frisou e agradeceu o apoio de outras unidades da PCGO envolvidas na operação: Dercap, que deu apoio no cumprimento dos mandados na região metropolitana; 4ª DRP (Cidade de Goiás), que prendeu um investigado em Jussara; e Decap, que fez o recambiamento deste preso até a capital.