Operação Fogo Amigo: Decar prende empresário suspeito de receptação de carga de aço e ferragens avaliada em R$ 20 milhões

221

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), com auxílio da Secretaria Estadual da Economia, deflagrou nessa quarta-feira (24) a Operação Fogo Amigo. Foram apreendidas mais de R$ 20 milhões em cargas de aços e ferragens recuperados. Um empresário foi preso em flagrante delito, pelos crimes de receptação e organização criminosa. Ele também responderá por lavagem de dinheiro. A prisão e as apreensões foram feitas em Aparecida de Goiânia, em um galpão. O homem preso é considerado pela Decar como o maior empresário receptador deste tipo de carga em Goiás.

A operação se deu após seis meses de investigações, tendo em vista o aumento dos casos de subtrações de aço advindos do Maranhão, Minas Gerais e Pará. As investigações constataram que uma organização criminosa se utilizava do aplicativo Fretebrás e outras plataformas para a realização de negócios jurídicos envolvendo o transporte de ferro e aço. Ocorre que os motoristas ligados ao grupo criminoso, após fazerem o carregamento, desviavam a rota estabelecida e entregavam o produto a receptadores certos, dentre eles empresários do ramo de compra e venda do citado produto com sede comercial em Goiás.

Toda a estrutura comercial da organização criminosa em Goiás foi desarticulada. Foram apreendidos três veículos de luxo, dois caminhões e dezenas de cargas de aço recuperadas. Inúmeras vítimas também foram localizadas.

Ao todo, mais de 15 motoristas integrantes do esquema já foram identificados. Todas a cargas subtraídas serão restituídas aos reais proprietários. A Secretaria da Economia realizou as autuações tributárias devidas, cujos valores em multas ultrapassam R$ 2 milhões.