Operação Hermanos: DERFRVA prende investigada por associação criminosa e receptação

156

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículo (DERFRVA), cumpriu, no dia 9 de março, mandado de prisão preventiva expedido em desfavor de Gabrielle Carvalho da Silva, investigada pelos crimes de associação criminosa e de receptação.

De acordo com as investigações, no dia 26 de janeiro do corrente ano, a Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da DERFRVA, localizou e recuperou dois veículos, um Chevrolet Cobalt e um VW Gol, que haviam sido roubados cinco dias antes. Posteriormente, restou comprovado que o imóvel onde os carros estavam era locado por Gabrielle.

Pouco tempo depois, em 3 de fevereiro, Gabrielle foi presa em flagrante por policiais militares pelo crime de receptação, pois em sua bolsa foram encontradas as chaves de outros dois veículos, um Toyota Corolla e um Fiat Siena, roubados em 31 de janeiro, ocasião em que seu namorado Daniel de Sousa Silva fugiu da abordagem policial e o irmão dele Dionatam Alves de Sousa, foi morto em confronto.

De posse dessas informações, os agentes de polícia lotados na DERFRVA identificaram Gabrielle como a responsável pela locação do imóvel em que foram encontrados, no dia 26 de janeiro, o Cobalt e o Gol. Gabrielle, Daniel e Dionatan possuíam diversas anotações criminais, dentre as quais se destacam roubos circunstanciados pelo concurso de pessoas e pelo emprego de arma de fogo, no estado do Tocantins, tendo, inclusive, mandados de prisão expedidos.

O delegado Bernardo Comunale, coordenador das investigações, ressalta que a imagem e qualificação da suspeita foram divulgadas para identificação de outras possíveis vítimas, seguindo os ditames da Lei 13.869/2019 e Portaria 02/2020 – PCGO.