DERCC faz busca em casa de homem que usava fotos de autoridades para criar perfis falsos

365

A Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), com apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais – CORE/GT3, cumpriu, na manhã desta terça-feira (24), no bojo da Operação Imagem Fake, mandado de busca e apreensão expedido pelo Poder Judiciário de Goiânia, em atendimento a pedido policial, após investigação sobre uso de imagens de autoridades para criação de perfis fakes em redes sociais.

Por meio das investigações da DERCC, foi possível verificar que um homem e sua companheira, ambos com 20 anos de idade e residentes no Parque Amazônia, em Goiânia-GO, seriam os responsáveis pela criação e uso de falso perfil em rede social, que ostentava a imagem de autoridade do Poder Público, sendo que é de amplo conhecimento que tais perfis em regra são utilizados para aplicar golpes financeiros e trazem muito prejuízo para as pessoas contatadas por eles.

Segundo a delegada Sabrina Leles, titular da especializada, através das buscas domiciliares foi possível apreender aparelhos celulares, utilizados para acesso à internet. Na oportunidade, o investigado afirmou aos policiais civis que utilizava os falsos perfis criados e administrados por ele e sua companheira tinham por finalidade a aplicação de golpes virtuais.

Restou comprovado ainda que o homem investigado possui diversas passagens pelo sistema prisional de Goiás, pela prática de inúmeros crimes e publiciza, tanto em redes sociais, quanto no próprio muro de sua residência, que ele é faccionado, integrante de organização criminosa nacionalmente conhecida. Ainda durante as buscas, o investigado afirmou aos policiais que ele havia sido promovido na estrutura da organização criminosa e que agora ele seria responsável por aplicar golpes na Internet.