Operação Orange Black: DOT investiga esquema de empresas para fraudar ICMS

762

A Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT) deflagrou, na manhã de hoje (26), a Operação Orange Black. Foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão e 5 mandados de prisão temporária em Goiânia e Goianésia.

As investigações começaram há 4 meses e são resultado de uma parceria da DOT com a Secretaria da Economia. A Polícia Civil detectou que as atividades de uma organização criminosa que tem falsificado contratos sociais e alterado a propriedade de empresas, transferindo-as para o nome de pessoas “laranjas”. As empresas, posteriormente, eram utilizadas para emissão de documentos de transporte sem recolhimento dos impostos devidos.

O grupo teria constituído fraudulentamente ao menos 15 empresas transportadoras. Somente uma dessas empresas de fachada gerou débito de ICMS de mais de R$ 2 milhões em apenas dois meses, causando prejuízo aos cofres públicos. 

As empresas de fachada eram “vendidas” para empresários as utilizarem na emissão de documentos sem pagamento de impostos, em um grande esquema de sonegação tributária.