Operação Recidiva: DERFRVA cumpre buscas e prisão contra faccionados; entre os alvos estão detentos do sistema prisional

427

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículo (DERFRVA), deflagrou hoje (04), a Operação Recidiva. Foram cumpridos 7 mandados de prisão preventiva e 08 mandados de busca e apreensão.

Os mandados foram cumpridos no seguinte quantitativo: 01 mandado de prisão e de busca e apreensão na Unidade Prisional de Senador Canedo; 02 mandados de prisão e de busca e apreensão no Complexo Prisional Odenir Guimarães (POG); 04 mandados de prisão e 05 de busca e apreensão em Goiânia e Aparecida de Goiânia.

As investigações foram iniciadas no mês de maio deste ano e apuram associações criminosas que seriam comandadas por indivíduos faccionados que, mesmo após serem inseridos no sistema penitenciário, continuariam a praticar crimes. Para isso, os investigados contavam com o auxílio de familiares e outros comparsas que se encontram em liberdade. Os crimes apurados são os mais diversos, principalmente tráfico de drogas, comércio ilegal de arma de fogo, além de furtos e roubos a veículos e a residências.

No decorrer das investigações, duas pessoas já haviam sido presas em flagrante, uma por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo de uso permitido, na cidade de Senador Canedo, e outra em Aparecida de Goiânia, por posse de arma de fogo de uso permitido, ocasião em que foram apreendidos R$ 10 mil em espécie. O dinheiro seria produto de atividade criminosa.

No cumprimento das buscas, foram apreendidos balanças de precisão, drogas, caderno de anotação e dinheiro em espécie, redundando na lavratura de um auto de prisão em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

O nome da operação faz referência ao termo “Recidiva” que, no direito penal, é sinônimo de reincidência e, na medicina, diz respeito a uma doença ou sintoma que, após um período de cura, volta a se manifestar.