Operação “Tira-Gosto Indigesto”: Decon apreende carnes comercializadas fora dos padrões de consumo em Goiânia

67

Os policiais civis da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes contra o Consumidor (Decon) deflagraram, na manhã desta terça-feira (14), a Operação “Tira-Gosto Indigesto”, com o objetivo de apurar crimes contra o consumidor e contra as relações de consumo. A ação teve o apoio do Procon Goiânia, Polícia Técnico-Científica, Agrodefesa, Guarda Civil Metropolitana e Superintendência de Ordem Pública (Posturas).

No Parque Industrial João Braz, os policiais civis identificaram um imóvel onde havia fabricação de linguiça, torresmo e assemelhados. A casa não tinha as mínimas condições de higiene e a carne era manipulada sem os cuidados exigidos pelos órgãos fiscalizadores.

Além disso, os investigadores descobriram que os responsáveis pelo local utilizavam, na comercialização dos produtos, o SIE (Selo de Inspeção Estadual) de uma empresa que já encerrou suas atividades e que ficava no município de Israelândia.

Durante a operação, foram apreendidos selos falsos e aproximadamente 130 quilos de carne, bacon e miúdos.

Em uma outra casa, no Setor Capuava, os agentes apreenderam cerca de 250 quilos de carne usada para produção de espetinhos. Parte do produto estava acondicionada em uma varanda do imóvel, sem qualquer refrigeração, ao lado de fezes e urina de cães.

Duas pessoas foram presas em flagrante pelos crimes.