PC prende servidores públicos, aposentado e estudante em ação contra pornografia infantil

289

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), realizou, na manhã desta terça-feira (9), a operação Meu Zeloso Guardador, contra o arquivamento e compartilhamento de fotos e vídeos pornográficos infantis na internet. Ao menos 20 pessoas foram presas, entre elas servidores públicos, um aposentado e um estudante.

Segundo a delegada Sabrina Leles, titular da especializada, as prisões foram em flagrante e aconteceram durante o cumprimento dos 51 mandados de busca e apreensão. Algumas diligências ainda estão em andamento e, por isto, o número de detidos pode aumentar. Os alvos dos mandados são moradores de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Bela Vista de Goiás, Senador Canedo, Goianésia, Inhumas, Pirenópolis, Caturaí, Itumbiara, Planaltina, Rio Verde, Jataí, cidade de Goiás, Mozarlândia e Aruanã.

Conforme a delegada, as investigações duraram quatro meses, período em que mais de 100 mil arquivos foram analisados. “Fomos peneirando e chegamos ao cadastro dos 51 alvos. São frequentadores de rede de compartilhamento fora da internet aberta. “As imagens são horrendas, indescritíveis, que envolvem a prática de atos libidinosos e até conjunção carnal envolvendo crianças e adolescentes”, disse a delegada. A data da operação foi escolhida, segundo a polícia, para marcar a semana que comemora o Dia das Crianças.