Pintor é preso suspeito de matar morador de rua em Goiânia

411

A Polícia Civil apresentou, nesta terça-feira (27), o pintor Tássio Ferreira, de 27 anos, suspeito de matar um morador de rua de Goiânia para se vingar do assassinato de um amigo. Ele foi preso no Mato Grosso e nega o crime. A vítima, João Barbosa, de 43 anos, foi morto em julho de 2017.

Tássio chegou a Goiânia na sexta-feira (23), depois de passar mais de um mês no presídio de Barra do Garças (MT). Em depoimento, ele disse não conhecer nem a vítima, nem o outro homem que a vítima teria matado.

O delegado Ernani Cazer, que coordenou a investigação, contou que no dia do crime, o suspeito viu a vítima em uma praça do setor Eli Forte, em Goiânia e o esfaqueou. “Ele viu o João Barbosa e deu facadas no tórax dele e fugiu. Antes de morrer, o João disse para os policiais e para vizinhos que estavam no local, que quem o esfaqueou foi o Tássio”, explicou.

De acordo com o delegado, João morreu a caminho de um hospital. As investigações apontaram que João foi esfaqueado por vingança, já que, um mês antes, teria matado o amigo de Tássio, conhecido como “Mãozinha”. Também de acordo com as apurações, os dois que morreram eram moradores de rua e teriam brigado por causa de droga.