Polícia Civil autua em flagrante homem que agrediu cão com pedaço de madeira

341

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia do Meio Ambiente (Dema), encontrou, na terça-feira (7), um cão e uma gato em situação de maus-tratos em uma residência no Jardins do Cerrado 3, em Goiânia. Os animais foram localizados durante apuração à denúncia de crime de maus-tratos a animais feita através do e-mail da unidade.

Chegando ao local, os policiais encontraram um cachorro que estava com o olho lesionado, e um gato, ambos sem acesso à alimentação adequada. Segundo a denúncia, na noite de domingo o tutor do cachorro o agrediu com um pedaço de pau, e feriu seu olho. O denunciante encaminhou à delegacia um vídeo do animal com o olho lesionado, o que facilitou identificar o fato. Além disso, mandou um relato detalhado do crime, viabilizando a comprovação da denúncia.

O tutor, um idoso de 65 anos, confirmou a agressão e disse que bateu no cachorro com um cabo de rodo porque ele estava “fazendo bagunça”. J.R.O. foi conduzido à Dema, onde foi autuado em flagrante pelo crime de maus-tratos a animais, conforme art. 32, § 1º-A , da Lei 9605/1998, cuja pena de prisão pode chegar a até cinco anos, e está preso à disposição do Poder Judiciário.

Devido à situação grave do cachorro, e considerando a falta de alimentação do gato, com o apoio do Grupo Vida Lata, os animais foram encaminhados para o Hospital Veterinário São Francisco de Assis, com o atendimento veterinário sob a responsabilidade do grupo de proteção animal, que encaminhará os animais para um lar temporário, até autorização judicial para adoção definitiva.

O tutor foi autuado em flagrante, tendo em vista que além da agressão ocorrida no domingo, o animal estava até a data do resgate lesionado, e sem atendimento médico veterinário, sem alimentação adequada, ainda em situação de maus-tratos.