Polícia Civil conclui inquérito que investigou homicídio de advogados em Goiânia

399

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), concluiu o inquérito policial que investigou a morte dos advogados Marcus Aprígio Chaves, de 41 anos, e Frank Alessandro Carvalhaes de Assis, de 47, ocorrida em outubro deste ano. Foram indiciadas 4 pessoas, sendo um executor, dois intermediários e o mandante.

Para a Polícia Civil, todas as circunstâncias do crime foram devidamente elucidadas e não há mais diligências a serem produzidas. O procedimento foi remetido ao Poder Judiciário nesta terça-feira (1º) e agora o Ministério Público passará à análise dos autos para eventual oferecimento de denúncia.

De acordo com a investigação, o crime foi encomendado pelo mandante. A motivação deve-se a um processo de execução judicial no qual os advogados foram os representantes da parte vencedora, que conseguiu uma reintegração de posse.