Polícia Civil cumpre mandado de prisão de investigado por roubo a residência, no Pq Industrial João Braz

224

A Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), através do Grupo de Repressão a Roubos (GARRA), efetuou nessa segunda-feira (23), a prisão temporária de Leandro de Freitas Pereira, 32 anos, suspeito do crime de roubo majorado ocorrido no dia 19 de outubro deste ano, no Parque Industrial João Braz, em Goiânia.

O suspeito, que possui mais de 15 passagens pela prática dos crimes de furto e roubo a residência, no dia dos fatos, portando arma branca, invadiu a residência da vítima, anunciou o roubo e, sob ameaça, obrigou-a a entregar os seus pertences. Foram roubados: dois notebooks, uma caixa de som JBL, um relógio, um colar de ouro, uma pulseira, uma mochila e um celular. Logo após, o autor fugiu do local juntamente com outro suspeito, de modo que a investigação seguiu até localizá-lo na cidade de Abadia de Goiás, onde foi preso. Ele se escondia na casa de seu pai, pois tinha pendente um mandado de prisão definitiva, que também foi cumprido. Leandro de Freitas cumpria pena no regime semiaberto, determinada pela 2° Vara de Execuções Penais de Goiânia, mas havia fugido. Suas penas foram unificadas, por conta dos vários crimes cometidos, especialmente por furto.

Parte dos objetos roubados foi recuperada pela equipe policial com o suspeito e as diligências seguem no intuito de efetuar a prisão do comparsa. Com efeito, a prisão de Leandro representa uma resposta do Estado a esta modalidade criminosa, bem como um alívio a toda sociedade goianiense.

A divulgação da imagem e identificação do preso foi procedida nos termos da Lei nº 13.869/2019, Portaria nº 02/2020 – PC e Despacho do Delegado de Polícia responsável pela investigação, especialmente porque o autuado é suspeito de praticar diversos furtos e roubos a residências. Assim, a divulgação de sua imagem pode auxiliar no surgimento de novas vítimas que fizerem o seu reconhecimento.