Polícia Civil de Goiás participa de ação conjunta para capturar membros de facção criminosa atuante no Pará

105

A Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) de Goiás, participou, nessa terça-feira (22), de uma ação conjunta denominada Operação Cabeças, nos Estados do Amazonas, Goiás e Santa Catarina.

Cerca de 20 policiais civis do Pará, com apoio de outros 30 policiais civis do Amazonas, Goiás e Santa Catarina, foram utilizados na operação que visava cumprir mandados de prisão de lideranças de uma facção criminosa de âmbito nacional. Mesmo a distância, os membros da facção organizavam e comandavam as ações criminosas. Após quase um ano de intensa investigação, os membros do grupo foram localizados pela PC paraense.

De forma integrada e com total apoio das polícias civis dos demais Estados, simultaneamente, a operação foi deflagrada. Foi preso, em Santa Catarina, o homem considerado o vice-presidente da facção; um homem que seria o conselheiro final e porta-voz da facção, que tombou em confronto com os policiais em Manaus; um foragido capturado em Manaus, também membro da referida facção criminosa. Um outro homem que seria o presidente não foi localizado na fazenda onde as investigações apontavam que ele estaria, mas no local foi preso o irmão dele, também foragido, e a equipe foi levada até a casa dele em Goiânia, onde foi constatado que o mesmo estaria indo para o Rio de Janeiro de carro, em um Doblò, já identificado, sendo a informação passada à Polícia Rodoviária Federal (PRF) que realizou a abordagem e prendeu o principal alvo da operação.

Os presos serão recambiados ao Estado do Pará ainda nesta semana, onde ficarão à disposição da Justiça.