Polícia Civil de Goiás prende dois indivíduos suspeitos de furtar loja de shopping em Fortaleza; prejuízo chegaria a quase R$ 700 mil

246

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo Antirroubo a Bancos (GAB) da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) – com o imprescindível apoio dos policiais civis da 17ª DRP/Águas Lindas -, realizou a prisão de dois indivíduos que furtaram aparelhos celulares de alto valor comercial em um shopping de Fortaleza, Ceará.

O crime ocorreu no dia 24 de outubro de 2020, em uma loja de telefonia localizada no Shopping RioMar, situado no Bairro Papicu, Fortaleza. Após compartilhamento de informações com a Polícia Civil do Ceará, apurou-se que um grupo de cinco indivíduos ludibriou a segurança do estabelecimento comercial e fez com que pelo menos um dos integrantes permanecesse dentro do shopping, após o horário de funcionamento. Este indivíduo escondeu-se no sistema de ar condicionado do shopping e, durante a madrugada, invadiu a loja de telefonia e subtraiu 90 smartphones. O prejuízo à loja seria de R$ 609.581,00, entretanto, os aparelhos foram recuperados e um dos indivíduos foi preso em flagrante pela PC cearense. Na oportunidade, os demais conseguiram fugir.

Concluídas as investigações, os demais indivíduos foram identificados e tiveram as respectivas prisões preventivas decretadas pela Justiça de Fortaleza. Em razão dos investigados serem oriundos da cidade de Santo Antônio do Descoberto, em Goiás, foi deflagrada operação pelo Grupo Antirroubo a Bancos para o cumprimento dos mandados de prisão.

Com isso, a equipe do GAB/DEIC efetuou nessa quarta-feira (27) a prisão de dois dos investigados. Um tem 23 anos e passagens policiais por receptação e porte ilegal de arma de fogo; o outro, 36 anos, com passagens por lesão corporal. O primeiro indivíduo foi preso na cidade de Santo Antônio do Descoberto e o segundo foi encontrado em Valparaíso de Goiás. No curso da operação desta quarta-feira, também foram cumpridos os mandados de prisão dos outros dois indivíduos que participaram do furto à loja do shopping. Eles já estavam presos em um presídio carioca, pois também praticaram crime semelhante a este em São Gonçalo (RJ), no dia 29 de novembro de 2020.

A imagem dos presos foi divulgada a fim de que outras eventuais vítimas de crimes por eles praticados possam fazer o devido reconhecimento dos suspeitos, seguindo os ditames da Lei 13.869/2019 e Portaria 02/2020 – PCGO.