Polícia Civil efetua a prisão de mais três envolvidos no golpe do novo número; vítima do Rio de Janeiro teve prejuízo de quase R$ 9 mil

358

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (GREF/DEIC), após compartilhamento de informações com a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, realizou a prisão em flagrante de três pessoas pela participação, em tese, no conhecido “Golpe do Novo Número”. Os suspeitos foram presos no último sábado (09), à noite. Dois deles em Trindade e um em Goiânia.

Este golpe, que tem se alastrado pelo país, tem como engenharia social o induzimento da vítima a acreditar que está falando com algum familiar ou conhecido que alega ter trocado o número de telefone. Após breve troca de mensagens, pede dinheiro emprestado, o fazendo reiteradas vezes, até que a vítima perceba que quem está falando é um golpista utilizando o que pode se chamar de “conta espelho”.

Neste caso, os golpistas se passaram pelo filho da vítima, solicitando inicialmente um depósito de R$ 8.460,00 que foi efetivamente realizado. Na sequência, solicitou outro, de R$ 9.900,00, porém, neste segundo, desconfiada, a vítima entrou em contato com o filho, o qual informou que não havia pedido nenhum valor, quando então percebeu que havia caído em um golpe.

Cientificada do ocorrido, a equipe da DEIC realizou diversas diligências e conseguiu prender em flagrante o titular da conta bancária beneficiária do depósito realizado, além de dois outros suspeitos responsáveis pelo agenciamento da conta bancária e aplicação do golpe.

Vale ressaltar que todo o montante, produto do crime, foi recuperado em poder dos autuados. Um dos autuados possui várias passagens policiais, foi condenado pelo crime de roubo e estava em regime semiaberto domiciliar com utilização de tornozeleira eletrônica. Os autuados foram recolhidos na Delegacia de Capturas (DECAP) e comunicadas suas prisões, passaram à disposição da Justiça.