Polícia Civil faz apreensão de alimentos impróprios para consumo em comércio do Jd Novo Mundo; estabelecimento foi interditado

156

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), juntamente com fiscais do Procon Goiás e da Vigilância Sanitária, estiveram nesta sexta-feira (02/10) em um estabelecimento comercial no Jardim Novo Mundo, em Goiânia, investigado por fornecer produtos impróprios ao consumo. Após levantamentos preliminares, os policiais civis da Decon descobriram que, no local, havia manipulação de alimentos e venda de frios (queijo, presunto, etc) para pitdogs da capital.

Durante a ação, foram apreendidos produtos vencidos, mal acondicionados e sem informações de origem. As condições de higiene no local eram precárias e o estabelecimento foi completamente interditado. Entre os alimentos apreendidos e descartados estavam: queijo, massa para pastel, presunto, apresuntado, mortadela, lombo, bacon, salame, peito de peru, biscoitos e batata congelada (para fritar).

O responsável pela empresa é investigado por crime contra as relações de consumo, previsto no artigo 7º, IX da lei 8.137/90, com pena que chega a 5 anos de detenção. O inquérito foi instaurado e a Polícia Civil aguarda o laudo pericial para proceder ao indiciamento. Também foram realizadas autuações administrativas por parte do Procon Goiás e da Vigilância Sanitária.  As diligências contaram ainda com apoio da Polícia Técnico-Científica.