Polícia Civil participa de operação contra desmatamento e minerações ilegais em Cavalcante

250

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE/GT3), participou, na semana passada, de operação da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad). A operação teve por objetivo conter o desmatamento ilegal de áreas nativas de Cerrado no município de Cavalcante. Ao todo, 24 alvos de desmatamento que foram fiscalizados na região, num total de 2.500 hectares, além de atividades de mineração sem licença.

Em uma das áreas, os fiscais da Semad chegaram enquanto um funcionário realizava a chamada “limpeza” da vegetação com um trator de esteira, na segunda-feira (22). Mais de 170 hectares já haviam sido desmatados no local, vizinho ao território Kalunga. O maquinário pesado foi apreendido.

No último dia 04 de junho, o Governo de Goiás deflagrou operação para apurar denúncias de desmatamento de 500 hectares de área virgem de cerrado no território tradicional Kalunga, em Cavalcante. As áreas foram embargadas pelas equipes da Semad, com apoio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema). Na ocasião, foram apreendidas cerca de 300 toneladas de calcário. O material seria utilizado para preparar o solo para operações comerciais da Fazenda, segundo técnicos que acompanharam o trabalho.