Polícia Civil prende cinco investigados por fraude milionária praticada contra banco

297

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes, da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (GREF/DEIC), prendeu, na segunda-feira (03), cinco pessoas por suspeita de envolvimento em uma fraude milionária contra uma instituição financeira.

A fraude, que gerou até agora um prejuízo de R$ 1.028.465,97 a uma instituição financeira, consistia em burlar o sistema, gerando a possibilidade de, pelo menos, 241 alterações no limite de crédito de um cliente bancário que originalmente tinha um limite de R$ 1.700,00. Após as alterações, passou a ter um crédito de mais de um milhão de reais em seu cartão de crédito.

Após o lançamento do crédito, várias compras foram realizadas em variados estabelecimentos comerciais, como atacadistas, concessionárias, comércio de eletrônicos e outros.

A prisão aconteceu depois de várias diligências de uma equipe de investigadores do GREF/DEIC, através das quais foi possível identificar a tentativa de compra de um veículo zero quilômetro, avaliado em mais de R$ 100 mil, que, porém, ainda não havia sido entregue ao comprador.

Assim, no ato da entrega do referido veículo, os investigadores realizaram a prisão de três pessoas, supostamente envolvidas nas fraudes, no local, e, em seguida, mais duas pessoas, sendo elas o titular da conta bancária utilizada na fraude e um suposto agenciador do esquema.

Além das prisões, também foram apreendidos cinco veículos automotores adquiridos com o cartão bancário do fraudador, R$ 110.706,00 em espécie, aparelhos eletrônicos e diversos docs. relacionados com os crimes.

Os presos foram autuados pelos crimes de estelionato e associação criminosa e recolhidos na Delegacia de Capturas (Decap) onde, após a comunicação da prisão, passaram à disposição da Justiça. As investigações continuam e novas prisões podem ocorrer a qualquer momento.