Polícia Civil prende investigado por estupro a menor

321

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia prendeu, na manhã de hoje (20), o autor do crime de estupro ocorrido no dia 10 de novembro de 2020, praticado contra uma adolescente de 16 anos. A jovem foi abordada pelo agressor enquanto passava pela rampa de uma passarela, na BR-153, no Jardim Goiás, na capital, ocasião em que, mediante violência e grave ameaça, foi obrigada à prática de atos libidinosos e conjunção carnal. O autor, de 36 anos, foi preso no Jardim América.

Logo após a divulgação de imagens obtidas pela Polícia Civil durante as investigações do crime, a DPCA recebeu denúncias anônimas que apontavam a identidade do autor. A partir daí, empreendeu esforços, a fim de ser promovida ação policial sem equívocos ou eivada de ilegalidades, o que poderia resultar na liberação do investigado.

Importante esclarecer à população que, no momento de sua condução à Central Geral de Flagrantes (CGF) de Goiânia, na noite de sexta-feira (15/01/2021), contra o suspeito não havia ordem de prisão, tendo em vista que sua identidade não era conhecida. A vítima também não foi localizada naquela ocasião, o que impossibilitou a realização de reconhecimento. A situação flagrancial também ficou afastada, pois o crime havia sido praticado há mais de 60 dias.

Na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), o suspeito foi devidamente reconhecido pela vítima e também por uma testemunha. Análises do material de vídeo e fotográfico também foram decisivas para confirmar a autoria delitiva.

A especializada representou pela prisão preventiva do autor do crime. A ordem foi deferida na manhã de ontem (19) e cumprida nesta quarta-feira. As investigações demandam produção de provas e coleta de elementos que garantam a devida responsabilização penal de agressores de crimes tão graves, que não podem estar nas ruas, vivendo em sociedade. O investigado segue preso, por força de ordem judicial, à disposição do Poder Judiciário.